TEXTOS DE HUMOR NA ESCOLA: UMA FORMA DIVERTIDA DE APRENDER E REFLETIR SOBRE A LÍNGUA E A ESCRITA.

Alida Marina da ROCHA, Caroline de Oliveira MACHADO, Paulo Rogério FERRAREZI

Resumo


A crônica é um gênero textual que narra fatos do dia-a-dia, se utiliza da ironia e, às vezes, até do sarcasmo. Por sua vez, a crônica de humor apresenta uma visão irônica ou cômica dos fatos em forma de um relato curto. Marcuschi considera o texto como uma entidade concreta realizada materialmente e corporificada em algum gênero textual. Trabalhar a diversidade de textos aproxima o aluno dos textos ligados ao cotidiano, proporcionando condições para que ele compreenda a função dos gêneros textuais, facilitando o domínio sobre eles e contribuindo para a prática de leitura e produção textual. Jorge de Sá afirma que o princípio básico da crônica é registrar o circunstancial. Ainda segundo o autor, a busca pelo pitoresco permite ao cronista captar o lado engraçado das coisas, de forma que o riso torna-se o meio para reflexões mais profundas.  Com base nisso, foram desenvolvidas atividades com o 1º ano do Ensino Médio, cujo propósito era apresentar e analisar o gênero crônica, dando enfoque à crônica humorística. Ao longo dos encontros, buscou-se identificar as características do gênero e sua finalidade, conhecer as práticas sociais de produção e circulação da crônica, incentivar o trabalho em equipe, estimular a leitura e desenvolver a escrita, melhorando, assim, a qualidade dos textos produzidos pelos alunos. Desta forma, após conhecer e estudar o gênero, os alunos produziram textos para a confecção de um livro, intitulado ¿ABC do Humor¿. Este trabalho possibilitou aos alunos a aquisição de uma competência discursiva e os ajudou a desenvolver o pensamento crítico-reflexivo sob o espaço físico, psíquico e cultural que os envolve, de maneira a fazê-los perceber que os meios para sua formação ultrapassam os conteúdos disciplinares do ambiente escolar.

Palavras-chave: Gêneros textuais. Crônica humorística. Produção textual.


Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail. Gêneros do discurso. In: Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1972.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

POSSENTI, Sírio. Os limites do discurso. Curitiba: Criar Edições, 2002.

SÁ, Jorge de. A crônica. São Paulo: Ática, 1985. Série Princípios.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UNIFEV - Centro Universitário de Votuporanga