APTIDÃO FÍSICA APLICADA A SAÚDE E DESEMPENHO MOTOR: ANÁLISE DOS COMPONENTES MOTORES DE ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL I ATENDIDOS PELO PIBID SUBPROJETO EDUCAÇÃO FÍSICA DA CIDADE DE VOTUPORANGA/SP

Gustavo Santos de ROCO, Aldney Donizete de CARVALHO, Valter Mariano dos Santos JUNIOR

Resumo


O papel do professor de educação física no processo de ensino e aprendizagem abrange uma infinidade de fatores que possibilitam ao aluno uma exploração de seu acervo motor. As habilidades iniciais são fundamentalmente necessárias para a viabilidade da aquisição de competências que abarcarão a realização de tarefas mais complexas ao longo da vida. O presente estudo teve como finalidade avaliar a aptidão física relacionada a saúde e desempenho de alunos do ensino fundamental I atendidos pelo projeto PIBID subprojeto educação Física da cidade de Votuporanga/SP. Para avaliar a aptidão física foram utilizados protocolos de avaliação propostos pelo Projeto Esporte Brasil (PROESP-BR/2015). O Índice de Massa Corporal (IMC) foi utilizado para avaliar a aptidão física relacionada à saúde, testes de velocidade, força explosiva e agilidade foram utilizados para determinar a aptidão física relacionada ao desempenho. A mostra foi composta por 40 alunos, 14 meninas e 26 meninos com idade média de 7,5±0,5 anos, IMC médio de 17,63±1,88kg/m², quanto às variáveis relacionados ao desempenho motor os valores médios e desvios padrões foram de 4,90±0,3s de Velocidade, 144±0,16cm de força explosiva de Membros Superiores (MS),115±0,14cm de força explosiva de Membros Inferiores (MI) e 6,90±0,51s agilidade. Com base nos valores médios e desvios padrões apresentados pelo grupo, é possível afirmar que os mesmos estão dentro dos padrões de normalidade se considerar os valores referentes ao IMC e agilidade, nas demais variáveis o grupo está classificado como fraco, no entanto vale ressaltar que é de suma importância promover atividades que possibilitem a exploração dos diversos movimentos e do gesto motor, assegurando melhoras na execução das atividades diárias, diminuindo as dificuldades encontradas nesta faixa etária quanto ao convívio social, autoestima, distorções no seu julgamento de competências, além de assegurar a melhora de sua aptidão física por meio da intervenção do PIBID-Educação Física.

Palavras-chave: Aptidão Física; Saúde; Desempenho Motor.


Texto completo:

PDF

Referências


GUERRA, Vanda; SANTA CLARA, Helena; BRUNO, Paula Marta. Atividade física e aptidão física em crianças de etnia cigana e não cigana um estudo em crianças de ambos os géneros. E-Balonmano. com: Revista de Ciencias del Deporte, v. 11, n. 4, p. 79-80, 2015.

MARTA, Carlos et al. Efeito das Atividades de Enriquecimento Extracurricular na Aptidão Física de Crianças Pré-pubertárias. Journal of Sport Pedagogy and Research, v. 1, n. 6, p. 11-15, 2015.

MONTEIRO, Camilo Lourenço; SOUSA, Thiago Ferreira de. INATIVIDADE FÍSICA EM CRIANÇAS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DE ESTUDOS REALIZADOS NO BRASIL. Rev. Bras. Ciên. Saúde/Revista de Atenção à Saúde, v. 13, n. 45, p. 87-93, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UNIFEV - Centro Universitário de Votuporanga