DETECÇÃO PRECOCE DE DIABETES MELITTUS NA POPULAÇÃO MASCULINA DO MUNICIPIO DE VOTUPORANGA

Álvaro Corado CASTRO, Paula Pereira de Godoy CAPELETTO, Roger Artemio Bittencourt VENDRAME, Marcio Silva BARISON, Karen Fernanda Silva Bortoleto GARCIA

Resumo


A Diabetes Mellitus Tipo II é uma doença caracterizada pela elevação da glicose sérica devido ação insulínica deficitária. Epidemiologicamente, mostra-se com prevalência ascendente, tendo como principais fatores de risco o sedentarismo, a obesidade, hipertensão arterial e dislipidemia. Com a detecção e tratamento precoces, há sensível aumento da sobrevida e qualidade de vida do paciente, evitando-se agravos como Insuficiência Renal e distúrbios Hidro-eletrolíticos. Essa detecção torna-se fundamental em homens, visto que estes não utilizam os serviços de saúde com a frequência adequada e possuem baixa adesão ao tratamento. Assim, o presente estudo teve como finalidade rastrear Diabetes Mellitus II na população masculina da USF "Dr. Martiniano Salgado\" em Votuporanga-SP. Foram selecionados 20 pacientes entre 20 e 59 anos, com pelo menos um fator de risco relatado pelas Agentes Comunitárias de Saúde da unidade. Cada paciente foi submetido a um teste de glicemia capilar em jejum por fita reagente. Deste total, 7 (35%) apresentaram valores de glicemia de jejum normais (até 100 mg/dl), 11 (55%) apresentaram valores de glicemia de jejum alterada, também chamado de pré-diabetes (entre 100 e 126), e 2 apresentaram valores de glicemia de jejum indicativa de diabetes (maiores que 126). Logo, é perceptível a necessidade de intensificar-se a busca ativa na população, visto que na área de abrangência da Equipe de Saúde da Família da unidade em questão, apenas 5% possuem o diagnostico de diabetes, sendo que o Ministério da Saúde preconiza 8%. Por outro lado, nota-se que pacientes homens apresentam baixa adesão aos programas de prevenção e promoção à saúde realizados na Unidade, visto que a maioria dos indivíduos analisados encontravam-se em estado pré-diabético. Portanto, identifica-se problemas bilaterais, de um lado, os baixos índices de procura à Unidade Básica de Saúde, e de outro, a falha na busca ativa realizada pela Equipe de Saúde da Família.

Palavras-chave: Diabetes; Detecção precoce; Homens;


Texto completo:

PDF

Referências


GUYTON, A.C.; HALL, J.E. Tratado de Fisiologia Médica. 12ª ed. Rio de Janeiro, Elsevier Editora Ltda., 2011. 1151p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção à Saúde. Diabetes Mellitus. Caderno de Atenção Básica. Numero 16. Séria A. Normas e Manuais Técnicos. Brasília DF, 1.ed., 2006, 56 p. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/diabetes_mellitus.PDF>. Acesso em: 19 nov. 2015

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2013-2914. Tratamento e acompanhamento do Diabetes Mellitus. Rio de Janeiro (RJ): Diagraphic Editora; 2007, 382 p. Disponível em: < http://www.nutritotal.com.br/diretrizes/files/342--diretrizessbd.pdf>. Acesso em: 18 nov. 2015


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UNIFEV - Centro Universitário de Votuporanga