AVALIAÇÃO DA SEXUALIDADE DOS ADOLESCENTES DE UMA ESCOLA ESTADUAL DE VOTUPORANGA

Mariana Perassa de Siqueira, Fernando Girardi da Silva, Giulia Guidoni Pozza, Leticia Vieira Copetti

Resumo


A adolescência é uma etapa da vida na qual a personalidade está em fase final de estruturação e a sexualidade se insere nesse processo sobretudo como um elemento estruturador da identidade do adolescente; por isso o Ministério da Saúde compreende que a escola é um excelente cenário para o desenvolvimento de programas educativos visando a promoção e prevenção da saúde. Dentro deste contexto, o presente trabalho realizou o levantamento da qualidade de conhecimento acerca da sexualidade em adolescentes em uma escola estadual de Votuporanga. Para o desenvolvimento do presente estudo foram realizados 5 encontros de Setembro a Outubro de 2016 com 105 adolescentes, entre 13 a 15 anos, do 9º ano da Escola Estadual Sarah Arnoldi Barbosa (SAB). A coleta de dados foi realizada a partir da análise quantitativa e qualitativa dos questionários aplicados e das dinâmicas, sendo esta fundamental para criar vínculo e contribuir com a fidedignidade dos dados, sendo sigilosos. Dos 105 adolescentes avaliados, 19% mantinham relações sexuais, sendo que destes 75% não faziam uso de preservativos. A média de início da relação sexual foi 13,5 anos. Os resultados demonstram que apesar do alto nível de conhecimento acerca dos métodos contraceptivos, havia ausência da utilização dos mesmos e o início precoce das relações sexuais. Além disso, é imprescindível parcerias entre comunidade e o poder público, no desenvolvimento de ações educativas com profissionais habilitados para a promoção da saúde comunitária. A participação dos graduandos em medicina no contexto social de forma precoce possibilita a aquisição de competências e habilidades na formação de um médico humanista e crítico.

Palavras chave: Sexualidade. Adolescência. Métodos contraceptivos.

 

REFERÊNCIAS:

 

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENFERMAGEM. Revista Adolescer: compreender, atuar, acolher. Brasília: ABEn; 2001.

AMARAL, A.C.G., SALDANHA, A.A.W. A Vulnerabilidade à Aids Associada ao Uso de Álcool por Adolescentes. VII Congresso Virtual HIV/AIDS: O VIH/SIDA nos Países de Língua Portuguesa. 2006

 

CAMPO-ARIAS, A.; CEBALLO, G.A.; HERAZO, E. Prevalência do padrão de comportamento de risco para a saúde sexual e reprodutiva em estudantes adolescentes. Rev.Latino-Am. Enfermagem, vol. 18, n. 2, 2010.

 

DE LIMA, D. F.; MALACARNE, V.; STRIEDER, D. M. 2012. O papel da escola na promoção da saúde ¿ uma mediação necessária. EccoS Revista Científica, n.28.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UNIFEV - Centro Universitário de Votuporanga