ANÁLISE DAS VARIAÇÕES DO CUSTO ORÇADO E EXECUTADO EM UMA OBRA DE CONSTRUÇÃO CIVIL EM VOTUPORANGA

Karina Milena Gonçalves, Gabriela Fernanda Barbosa, Marcelo Muniz Dameão, Rivelino Rodrigues

Resumo


A evolução do orçamento brasileiro atravessou diversas fases ao longo dos anos desde o Brasil Colônia, e continua gradativamente evoluindo. Com o crescimento do mercado atual, o ramo da construção civil está vivendo uma fase boa e comparativa, assim ocorrendo impulsionamento das empresas a um mercado competitivo, em relação as suas produções e nas reduções de custo. Tais competições vêm influenciando na busca de resultados positivos e econômicos, tanto no quesito qualidade, como no pensamento ecológico ocorrendo à diminuição dos desperdícios de materiais em canteiros de obras. Objetivo geral deste trabalho envolve o avaliar do estudo das possibilidades, os efeitos e as causas das maiores variações entre o valor orçado e o valor executado, identificando as atividades que apresentam maiores índices de variações, e diagnosticando os tipos de desperdícios existentes, propondo soluções para os problemas apresentados. O estudo de caso da obra em questão localiza-se na cidade de Votuporanga-SP, Rua Cariris, nº 415, lado par, lote 09- quadra 16, bairro São Cosme, sendo uma obra residencial unifamiliar térrea com área a construir de 64,93 m², foi estipulado pelo orçamento um prazo de três meses de execução, tendo seu inicio no mês de junho de 2017 e termino no mês de setembro de 2017, estando ciente que este prazo poderá sofrer alterações. O estudo da comparação entre os valores orçados em relação aos executados apresentam os problemas que ocorrem no cenário de muitas obras, sendo a variação de custos, os níveis de desperdícios, e quais os fatores que poderão contribuir para a ocorrência de mudanças positivas e significativas em um canteiro de obras. Por meio do orçamento da obra, nota-se que não ocorreu alteração significativa perante os custos de construção do orçado em relação ao executado, com uma diferença de a 5,3 % mais que o valor orçado. Em relação ao prazo da obra, não ocorreu atraso, na verdade ocorreu uma diminuição dos dias, no orçamento está descrito um prazo de três meses, mas termino veio em dois meses e vinte dias aproximadamente, resultando em uma economia nos serviços de mão-de-obra e tempo. Isto só foi possível por meio da qualidade dos materiais adquiridos pelo proprietário, o empenho do pedreiro com o cumprimento de seus serviços corretamente, a não variação de custo, nem do tempo de execução e da qualidade do empreendimento. Os trabalhos na área de planejamento possibilitam uma melhoria nas empresas. Isso ocorre pelo fato, que a caminhos a serem decididos através de pesquisas, trabalhando com a aplicação direta das teorias, e adaptando a característica de cada obra, das suas praticas e procedimentos.

Palavras chave: Orçamento. Orçado. Executado.

 

REFERÊNCIAS:

 

GOLDMAN, P. Introdução ao planejamento e controle de custos na construção civil brasileira. 3 ed. Editora Pini. São Paulo, 1997.

 

MATTOS, A. D. Planejamento e controle de obras. 1. ed. (2ª tiragem) São Paulo: Pini,2010 (tiragem 2010).

 

TISAKA, Maçahiko. Orçamento na construção civil: consultoria, projeto e execução. São Paulo: Editora Pini, 2006.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UNIFEV - Centro Universitário de Votuporanga