APLICAÇÃO DA CLASSIFICAÇÃO ABC NO ESTOQUE DE UM FRIGORÍFICO AVÍCOLA

Bianca dos Reis Garcia, Leonardo Vitória Louzada, Paulo Rogério da Silva Cecílio

Resumo


O presente trabalho apresenta uma visão da gestão de estoques dentro de uma empresa do segmento de frigoríficos avícolas, analisando a movimentação dos produtos estocados no período e o número de produtos expedidos. Atualmente as empresas disputam o mercado competitivo. Tanto o excesso quanto a falta de produtos em estoque podem causar perda de competitividade a empresa. Para melhorar o dimensionamento, foi utilizado o modelo de classificação de gestão de estoque, conhecido como curva ou classificação ABC. Este método consiste na separação dos itens em classes de importância em A, B e C, a separação por relevância permite uma tomada de decisão gerencial em casos de redução de estoque. Desse modo, é permitido tomar as melhores decisões possíveis. Essa relação permite o controle e administração do nível de estoque, classificando os itens em classe A que possuem maior importância para empresa, pois, entre 10% e 20% dos itens representam entre 50% a 80% do valor de consumo acumulado, os itens de classe B são compostos por 20% a 30% de importância e apresentam o valor de consumo acumulado entre 20% a 30%, os itens de classe C possuem menor importância onde 50% ou mais dos itens, representam entre 5% a 10% do valor de consumo acumulado da empresa. Portanto, o objetivo do trabalho realizado foi analisar o giro de estoque dos produtos acabados de uma indústria avícola do Noroeste Paulista. Este estudo foi feito mediante coleta de dados do sistema de informação da empresa no período de 31 de Julho de 2017 à 11 de Setembro 2017. Após o agrupamento dos dados foi feita a análise das informações, gerando uma tabela denominada Curva ABC, na qual é representada por todos os 59 produtos expedidos no período, mostrando os produtos que tiveram o maior número de expedição, classificados em A, B e C. A análise mostrou que 15% dos itens representa 82,25% do índice de movimentação de estoque, 36% dos itens representa 16,12% e a grande maioria dos itens, 49%, representa 1,63%. Portanto os 9 primeiros itens são os de maior importância para a empresa e os que não poderiam faltar em estoque no período estudado. Analisando a classificação ABC conclui-se que, existem produtos que possuem maiores índices de rotatividade em estoque no período, sendo classificados como `classe A¿ que possuem maior rotatividade, considerados itens de priorização. Os itens de `classe B¿ representam um valor intermediário, precisam de maior atenção que os itens de `classe C¿. Portanto, o planejamento e endereçamento desses itens necessitam de prioridade, sendo colocados em áreas estratégicas favorecendo sua expedição.

Palavras-chave: Estoque. Gestão. Classificação ABC.

 

REFERÊNCIA:

 

BOWERSOX, D. J.; CLOSS, D. J.; COOPER, M. B. Gestão da Cadeia de Suprimentos e Logística. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

 

MARTINS, L. Administração da Produção. São Paulo: Saraiva, 2005.

 

MOREIRA, D. A. Administração da Produção e Operações. São Paulo: Cengage Learing, 2008.

 

SLACK, N.; CHAMBERS, S.; JOHNSTON, R. Administração da Produção. São Paulo: Atlas, 2009.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UNIFEV - Centro Universitário de Votuporanga