GESTÃO DE ESTOQUE COMO FERRAMENTA FINANCEIRA: UM ESTUDO DE CASO NO SETOR VAREJISTA DE CONFECÇÕES

Luiz Dias do Nascimento, Jacqueline Micheletti Cilento, Sileno Marcos Araújo Ortin

Resumo


O setor varejista de confecção é responsável por contribuir com melhorias dos principais indicadores econômicos, elevando os níveis de emprego e renda. Porém no atual contexto do país, muitas empresas tem encontrado dificuldades em se manterem ativas e são obrigadas a encerar suas atividades. Com base nisso, pretendeu- se o seguinte objetivo, analisar a importância da aplicação de uma ferramenta que nos auxilie a manter um nível adequado de estoque, fazer monitoramentos contínuos na coletas de dados e controlar as atividades para garantir que as metas da empresa sejam atingidas. A grande questão a ser respondida no estudo é, a gestão de estoque pode influenciar positivamente o resultado econômico da empresa de pequeno porte? Os procedimentos do estudo serão realizados através pesquisas bibliográficas, abordagem qualitativa com relatório gerenciais com dados de tempo de estocagem da mercadoria na loja, estimativa de quantas peças são vendidas por mês,  média em valor por dia, média de entrada e saída mercadoria.Com fundamentos nos resultados de monitoramento podemos gerar gráficos que nos ajudam a ter uma visão macro da real situação do andamento dos processos, assim identificar problemas através da comparação de dados, e a partir disso propor melhorias, afim de reduzir custos.

Palavras-chave: Gestão de Estoque. Relatórios Gerenciais. Ferramenta Financeira.

 

REFERÊNCIAS:

 

DIAS, MARCO AURELIO P. Administração de materiais: edição compacta. 4 ed. São Paulo: Atlas, 1995.

 

Gil, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 3 ed. São Paulo: Atlas, 1991.

 

HAMILTON, POZO. Administração de recursos materiais e patrimoniais. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2008.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UNIFEV - Centro Universitário de Votuporanga