AMNÉSIAS PERIFÉRICAS. REQUALIFICAÇÃO URBANA: BAIRRO DA ESTAÇÃO

Drielly Cardoso, Terezinha de Oliveira Gonzaga

Resumo


O espaço urbano reflete um cenário de consensos e conflitos sociais, materializado em formas espaciais. Compreender esta conflitante organização que se configura nem sempre de maneira justa, faz parte da intenção desta pesquisa. Em contraponto com a visão geográfica que conceitua a periferia como uma área distante do centro, a pesquisa busca fazer uma análise de cunho sociólogo, a partir da perspectiva do sujeito que habita a cidade. Para guiar o entendimento da estruturação dinâmica da cidade, foram utilizados os conceitos de segregação urbana de Flávio Villaça (1998), passando ainda pelo olhar crítico de Lúcio Kowarick (1979), fundamental para reflexões sobre desigualdades econômicas, direitos e cidadania, políticas públicas, entre outras questões que envolvem o espaço urbano. Sem deixar de citar os questionamentos de gestão urbana apresentados por Jacobs (1961), que trazem uma significativa discussão em torno do modelo urbanístico ortodoxo moderno, que reflete nas desigualdades sociais percebidas nas cidades contemporâneas. Através do pensamento dialético, as discussões que decorrem no artigo são estruturadas a partir de pesquisa de campo, estudos de casos, leitura fotográfica do espaço, além das pesquisas teóricas. Como objeto de estudo para comparar as visões teóricas à realidade das cidades, foi realizado um estudo etnográfico na periferia urbana do município de Votuporanga-SP. A partir deste diagnóstico mais intimista, pode-se levantar possibilidades de projeto no sentido de requalificação urbana, que visem quebrar essa barreira periférica, e façam uma readequação dos usos urbanos, melhorando a qualidade de vida daquela população socialmente excluída.

 Palavras-chave: Zonas Periféricas. Requalificação Urbana. Segregação Social.

 

REFERÊNCIAS:

 

FORTUNA, C. et al. Plural de cidades: novos léxicos urbanos. (no prelo). Coimbra: Almedina, 2009.

 

JACOBS, Jane.  Morte e vida de grandes cidades. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

KOWARICK, Lúcio. Espoliação Urbana. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

 

VILLAÇA, Flávio. Espaço intra-urbano no Brasil. 2.ed. São Paulo: Studio Nobel, 2001.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UNIFEV - Centro Universitário de Votuporanga