PROGRAMA CRAQUES DO PASSADO: UM RADIODOCUMENTÁRIO SOBRE O ATACANTE FIFI

Jefferson Lemos Camargo, Vera Lucia Guimarães Rezende

Resumo


O resgate da memória do futebol do interior deveriam ocupar lugar significativo em nossas vidas há várias décadas. Como ferramentas de pesquisa e valorização de informação e resgate da memória e, sobretudo, como veículos de informação, as mídias tradicionais exercem influência direta na maneira como se resgata a memória do nosso futebol. Mas, no mundo contemporâneo, estamos também expostos a novos modelos de resgate dessa memória, marcados pelo surgimento das novas mídias. As novas mídias são um resultado direto da associação das mídias tradicionais à internet. Assim, elas surgem quando as tecnologias informacionais se unem aos métodos de comunicação e se propagam a partir da força da internet como veículo de transmissão de informações em tempo real, de geração de conteúdos e de formação de opiniões. Com base nas opiniões dos autores, é possível entender porque as novas mídias ocupam espaço central na vida dos jovens em um mundo pós-moderno e como representam elemento que não pode mais ser ignorado na composição dos processos de aprendizagem humana. Como visto anteriormente, é impossível negar a importância das novas mídias como elemento central de resgate de memória no contexto social pós-moderno. O trabalho ora apresentado tem o objetivo de utilizar o rádio como meio de resgatar a memória do futebol na cidade de Votuporanga por meio de um radiodocumentário em homenagem ao ex- jogador Francisco Santana, o Fifi que atuou pela extinta Associação Atlética Votuporanguense na década de 60. O rádio esportivo foi essencial para a transformação do futebol em esporte popular e um importante complemento em sua definição como meio de comunicação de massa. A partir das primeiras narrações de jogos de futebol e de entrevistas com veteranos radialistas, a preservação de memória é capítulo vivo na história do rádio esportivo. Nesse projeto experimental, segundo SOARES, a evolução no rádio no Brasil está diretamente ligada ao esporte desde as primeiras transmissões nos anos 20. O referido projeto experimental consiste na investigação e relatos por parte de jornalistas, familiares e aficionados por futebol através de entrevistas e /ou depoimentos que possam ilustrar a vida e a carreira de Francisco Santana como atleta de futebol profissional. Todos os relatos do artigo serão colhidos através de gravações e posteriormente editados com o objetivo de se formatar um programa de rádio intitulado ¿Craques do Passado¿ com a presença de Francisco Santana, amigos e jornalistas esportivos da cidade de Votuporanga e pesquisas realizadas junto aos setores de assessoria de imprensa dos clubes onde Francisco Santana atuou. Além disso, obras que fazem análise sobre a relação entre o rádio e o futebol através dos tempos bem como uma análise de como o jornalismo esportivo contribui para a preservação da memória esportiva principalmente de cidades de pequeno porte, porém com uma larga tradição especialmente no futebol profissional buscando portanto a valorização do atleta e por assim dizer, prestar uma homenagem a antigos ídolos do esporte em Votuporanga e também de todo o interior de São Paulo.

Palavras-chave: Futebol. Rádio. Jornalismo Esportivo. Esporte.

 

REFERÊNCIAS:

 

COELHO, Paulo Vinícius. Jornalismo Esportivo. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2004

 

FERRARETTO, Luiz Artur. Rádio ¿ Veículo, História e a Técnica. 3. ed. Rio Grande do Sul: Doravante, 2001

 

PORCHAT, Maria Elisa. Manual de rádio jornalismo Jovem Pan. Série Comunicação & Informática. 3.ed: São Paulo: Brasiliense, 1986

 

SOARES, Edileuza. A bola no ar. O rádio esportivo em São Paulo. 1.ed. São Paulo: Summus Editorial, 1994.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UNIFEV - Centro Universitário de Votuporanga