JOGO DAS LIGAÇÕES QUÍMICAS

Carla Caires da SILVA, Thayná Campos Thomaz da SILVA, Waldir Perissini JUNIOR

Resumo


Os estudantes do ensino médio apresentam dificuldades para entender os conceitos relativos às ligações químicas (mesmo depois de terem cursado o referido assunto), fixam conceitos inadequados e, consequentemente, ficam impossibilitados de estabelecer correlações entre os conceitos pertinentes ao conteúdo" (FERNANDEZ e MARCONDES, 2006). A fim de desenvolver uma forma lúdica de aprender os conceitos relacionados à ligação química, este trabalho apresenta um jogo intitulado "Tabuleiro das Ligações Químicas". Foi testado em uma unidade escolar da rede pública do Munícipio de Votuporanga/SP, tendo boa aceitação pelos estudantes. Jogo, com baixo custo e reutilização de objetos são alguns parâmetros usados na criação deste material didático ("Tabuleiro das Ligações Químicas") constituído de: tabuleiro com 16 casas; roleta; 6 peões de cores distintas; moedas de 1 ponto (amarela), de 2 pontos (verdes) e de 3 pontos (vermelhas); cartas com perguntas sobre ligações químicas (com 3 níveis de dificuldade) e cartas bônus acomodando a roleta no centro do tabuleiro, os peões no ponto de saída e as cartas bônus devidamente embaralhadas, sendo entre 5 para cada grupo participante. A dinâmica é a seguinte: o professor conduzirá o jogo, distribuirá as 05 cartas, fará e corrigirá as perguntas, distribuirá os pontos para cada grupo (de 06 estudantes). Após a aplicação do jogo em duas turmas distintas, notou-se que houve interesse e participação ativa dos grupos, direcionando e induzindo o raciocínio deles com explicações, algo era exposto: um termo químico, ideias elaboradas, dúvidas e conclusões corretas a partir das explicações anteriores sobre ligações químicas. Isto indica que a prática contribuiu para o entendimento adequado do conteúdo, permitindo o estabelecimento de correlações entre os conceitos pertinentes aplicados de forma teórica pelos docentes em sala de aula.

Palavras-chave: Ensino de química, jogo didático, ligações químicas.


Texto completo:

PDF

Referências


BIBLIOGRAFIA: FERNANDES, C. E MARCONDES, M. E. R. Concepções dos estudantes sobre Ligação Química. Química Nova na Escola " O Aluno em Foco, v. 24, 20-24, 2006.

MORTIMER, E. F; MOL, G; DUARTE, L. P. Regra do octeto e teoria da ligação química no Ensino Médio: Dogma ou Ciência? Química Nova, v. 17, 243-252, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UNIFEV - Centro Universitário de Votuporanga