LETTERS TO GOD OF WAR

Jéssica Bergamasco SILVA, Camilo Augusto Giamatei ESTELUTI

Resumo


Este trabalho consiste no resultado de um projeto desenvolvido no Pibid Letras-Inglês, que atua na escola Prof.ª Uzenir Coelho Zeitune, de Votuporanga-SP, em que se buscou apresentar aos alunos uma simulação global, a qual [...] \"enfatiza a consciência cultural e a competência comunicativa intercultural\" (BRYAM, 1997, p.7), e que, a partir dela, trabalhou-se a habilidade writing junto ao gênero textual carta. Objetivou-se também com o desenvolvimento deste projeto o estímulo à escrita na língua inglesa, além de praticar o gênero textual carta, que tem sido bem difundido nos últimos vestibulares. Assim, para diferenciar de uma aula tradicional, o aluno se conectou a uma simulação global e interagiu com os personagens desta, de uma forma lúdica e didática. Os gêneros textuais no ensino de línguas ajudam o aluno a entender a funcionalidade e a importância que eles possuem socialmente, pois segundo Marcuschi (2002, p.4), tais gêneros são \"formas escritas ou orais estabilizadas, histórica e socialmente situadas\". Quanto à execução do projeto, apresentou-se aos educandos a situação global que consistia na interação com o personagem Kratos do jogo God of War. O semideus precisava do auxílio dos estudantes para derrotar Ares, o deus guerra. Os alunos redigiram uma carta a Kratos em língua inglesa dizendo a ele estratégias para destruir o deus da guerra e também citaram algumas ferramentas que o guerreiro precisaria usufruir para derrotar seu inimigo, pois este as teria perdido em uma batalha na cidade de Esparta. Após os educandos escreverem a carta, percebeu-se uma evolução em relação a habilidade de escrita na língua-alvo, além de terem sanado muitas dúvidas que possuíam acerca da confecção de texto com base no referido gênero.

Palavras-chave: Simulação global. Gênero. Carta. God of war.


Texto completo:

PDF

Referências


MARCUSCHI, Luiz Antônio. Gêneros Textuais: o que são e como se classificam. Recife: UFPE, 2000.

BYRAM, Michael. Teaching and Assessing Intercultural Communicative Competence. Multilingual Matters.1997.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


UNIFEV - Centro Universitário de Votuporanga